A ameaça de furos de petróleo paira sobre nós. Adiamentos, prorrogações, avaliações de impacto ambiental, renegociações... É hora de acabar de vez com as ameaças de furo de petróleo em Portugal. A força das populações, movimentos e autarcas, unidos a uma só voz para dizer não, para dizer que um furo de petróleo é uma guerra, será ouvida.
Porque precisamos de deixar de consumir combustíveis fósseis, de parar de investir numa indústria obsoleta que nos empurra a todos para o abismo, dizemos não.

Porque precisamos de preservar o nosso litoral e o nosso interior, salvaguardar a sua biodiversidade da poluição catastrófica que significa o petróleo e o gás, dizemos não. Porque respeitamos as populações, atuais e futuras, dizemos não. Porque temos de travar as alterações climáticas e só o faremos se pararmos definitivamente de explorar e queimar hidrocarbonetos, dizemos não! Vamos enterrar de vez este furo, acabar com todos estes contratos e correr de vez para as energias limpas, rumo ao futuro.

A Sciaena associa-se a tantas outras organizações para marchar naquela que será a mais importante manifestação anti-petróleo até agora! Contamos com todos porque é um assunto de todos.

Por isso, no dia 14 de abril, encontramo-nos às 15:00 na Praça Luís de Camões, em Lisboa, e marchamos até à Assembleia da República. Marchamos, vindos do Norte e do Sul, do Algarve, do Alentejo, de Peniche, do Porto, da Batalha e de Pombal. Marchamos pelo futuro. Vamos enterrar de vez este furo!

Adicionalmente, está a decorrer, até dia 16 de abril, uma Consulta Pública sobre a sujeição ou não sujeição a procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental do projecto «Sondagem de Pesquisa Santola 1X», ou seja, o tão afamado furo de Aljezur que está marcado para abril/maio. Temos que nos manifestar a favor desta AIA não só porque é muito importante que todos os impactos decorrentes de um furo de prospeção sejam conhecidos e reconhecidos mas porque só assim podemos evitar que aconteça! Pode participar neste processo acendendo a https://anossavoz.pt/. É um procedimento que demora 1 minuto e que pode ajudar a travar esta ameaça.

Mais informação sobre a marcha aqui e aqui. Se estiver fora de Lisboa e quiser vir manifestar-se, há lugares nos autocarros para todos! Inscreva-se aqui!

Para participar na consulta pública, aceda aqui.

Fotografias

Facebook

Twitter

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter.
O seu email será usado única e exclusivamente para enviar as nossas newsletters. (Politica de Privacidade)
Coligações
Parceiros